segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

INTERRAIL - Paris II

Este é o segundo dia em Paris!

Mas antes,queria abrir um parágrafo (ou varios) sobre um problema que tive de "dores no pé":
Quando saímos do autocarro em gallieni, doíame um pouco o pé. Mas era uma dor suportável, nada de especial. Á medida que fomos andando ate ao camping começou a picar um pouco mais, mas aguentouse. E aguentouse e aguentouse ate....os primeiros 9 km que fizemos a passear a Paris. Porque chegou a uma altura (quando ja tavamos a voltar da place vendome em direcçao a place de la concorde) em que tinha os pes completamente A ARDER! Só para terem noção, eu praticamente n conseguia por a parte inferior do pé no chao pk doía meeeesmo xD

Mais tarde falei disso e a rita disse k poderiam ser bolhas. afinal, ela tb tinha e ia rebenta-las. Mas quando, já de noite no camping, se foi ver, não havia bolhas nenhuma. (a solucao da rita foi por um creme - ja n sei qual era- pela simples razao de "mal nao deve fazer". coisas à rita xD).
Outra razao - sugerida pelo cruz - poderia ser o de eu nao me ter descalçado no autocarro, e ter os pés apertados o tempo todo até então sem me descalçar. Bem, descalcei-me (buuuh, chulééé) e a verdade é que de manha, no dia asseguir, estava um pouco melhor. (ilusão, pk ainda tavamos na torre eiffel e já me doía os pés, tendo o dia se tornado num passeio genial mas muuuuito doloroso xD)

Fechando este parágrafo, voltamos à manha do dia 3 de agosto, nosso segundo dia de Paris.
Dormímos bastante bem (eu pelo menos), mm tendo as malas nos nossos pés - eu punha-as nos meus pés e depois esticava os pés para o lado da rita (que, sendo ela pequena, estava desocupado :P). O nosso objectivo primordial nesta visita era a tão famosa torre eiffel. E a torre eiffel abria as 9 horas. E a partir das 9 horas havia uma fila descomunalmente grande que nós NAO queriamos apanhar.
O primeiro autocarro era as 8 e meia, nao dava portanto para la estar a horas de não ficar até ao 12h à espera para subir à torre. Solucao? comboio! Fomos portanto atravessar a ponte sobre o sena e voltar à nossa querida Suresnes-Mont Valerien para.... tomar o pequeno almoço!! Pois é, nos levantamo-nos as CINCO da manha para apanhar o comboio das 06h07 da manha :P

Acordar e ver París ainda de noite é muito giro, mas nao para quem esta de ferias e dormiu 5 horas. E porquê ir no comboio das 6, se a torre eiffel abre as 9?? Bem, uma razao muito simples! Aqui o guia turístico tinha planeado a passagem por uma zona meio desconhecida de parís (a estatua da liberdade - sim, a de new york :P) e um tempo no trocadero onde eu sabia que eu e a rita nos iriamos pôr a descansar enquanto o cruz tirava as suas 50 fotos.

Lá fomos portanto de comboio de novo até saint lazare - acho que até tirámos uma foto ao cruz a dormir senão me engano nesse mesmo comboio (um suburbano relativamente nojento como os de cá, mas sem o barulho gigantesco dos da linha de sintra e inevitavelmente vazio tendo em conta as 6 da manhã que eram. Apanhámos então o metro até Duroc e depois até Javel, mesmo a beira do cena, onde iniciámos o percurso.

Estatua da Liberdade..... mas em Paris!


Passeámos junto ao cena até à ilha da estatua da liberdade, e passando pelo edificio da radiofrance subimos umas ruelas (onde a rita andava a procura de uma padaria que eventualmente achou) e chegámos a uma imensa rotunda, que era as costas do Trocadero. Subimos as escadas e demos de caras com uma das vistas mais populares de Paris (mas não às 8 da manha de certeza). A vantagem clara é que não havia ninguem para se pôr à frente nas fotos xD

A maior surpresa de todos, principalmente para mim que já tinha visto a torre à pouco tempo, foi esta ser....azul!!! O que não lhe ficava mal, se não fosse pelas estrelas da U.E. que estragavam um bocado a coisa xD Enfim, gostos. Fomos depois pelos jardins atravessar a ponte e dar umas voltinhas no Champs du Mars antes da bilheteira para a torre abrir. Quando vimos que já havia alguma gente pusemo-nos na fila, e quando finalmente entrámos, olhámos para trás e vimos que a fila já estava bastante grande.

Torre eiffel vista do trocadero


Preço da subida -> 12 €. Subimos direitos ao 3º andar, e... que vista!! Desde a torre de montparnasse até a notre dame e à sacre coeur, tinha-se uma bela vista, até pk estava um ceu azul. Saíndo da torre eiffel descemos toooodos os champs du mars e fomos disfrutar de... um passeio de metro! Pois é, uma das coisas que eu pretendia era um Paris Museum, um cartão genial que por 2 dias permite entrada gratis numa catrefada de museus e monumentos! Como é natural, muitas semanas antes eu comparei o preço das entradas (que eu queria ir) somado, e o preço do bilhete. Dava 5 euros mais barato. Eu sei que não é muito, mas 5 euros dava para um almoço, e por isso....paris museum! Lá fomos nós de metro até - imaginese - ao Louvre, dentro da pirâmide (da ENORME confusão da pirâmide) e lá comprei um bilhete. Voltaaaaaaaando de novo de metro até aos champs du mars, continuámos o nosso passeio até outro fantástico monumento da cidade, os Invalides! Mais propriamente a genial basilica onde esta o enoorme túmulo de napoleão :D


Les Invalides!!


Fui aproveitar o meu paris museum e visitar a basilica e o museu militar - pelos dois, sem paris museum, sería 6 € - (que estava incluido e por isso aproveitei) enquanto que o cruz e a rita foram dar uma volta a uma igreja. Quando nos encontrámos de novo, fomos por uma passagem até à esplanada des invalides (com canhões e material de guerra), e passeámos pelos jardins - onde era proíbido pisar a relva mas havia pessoas a jogar à bola. Rapidamente chegámos à ponte alexandre III, uma das pontes mais bonitas que já vi! Mais parecia uma ponte privada do que uma vulgar ponte de automóveis.

A ponte do czar Alexandre III


Seguindo pela margem direita do sena, continuámos a passear (comentando junto à camara municipal a manía dos franceses nos seus frontais gregos de triangulos em cima de colunas, que poêm em todo o sitio) e chegámos ao nosso destino pré-almoço. O museu d'orsay que era GRATUITO!!! Fantastico, pk poupamos 5.50 (pk eu nem sei se o meu passe dava pra esse museu xD).

Museu d'orsay (um pouco mais vazio do que quando la fomos)


E foi aqui que aprendi uma lição valiosa que sería válida para os restantes 30 dias. Nunca, mas NUNCA levar a rita a um museu de pintura. Porque não se trata de observar quadros. Trata-se de fixa-los lentamente com esperança de que ele se mexa. Mas não se mexia, mas mesmo assim havia, para quadro, essa esperança para a pobre rapariga. E portanto, enquanto incultos como eu e o cruz viamos uma sala em 5 minutos, ela demorava 5 minutos para cada quadro.
O museu é genial, o facto de transformarem uma estacao de comboios antiga em museu, o relógio lá em cima, as esculturas (gosto de escultura), os quadros... a parte de arte moderna dispensaría, mas há quadros realmente geniais (ainda que eu saiba que eles não se vao mover, mesmo que eu olhe pra eles durante 10 minutos e diga ".....MOVE IT!" :P ), gostei do andar de van gogh - o qual fui la em cima de propósito depois de ter estado alguns minutos à espera da rita "perdida" (tinhamos nos dividido e combinado num sitio a uma dada hora, e ela veio meia hora depois xD). Mas no final acabaram eles tb à minha espera pk fui là acima ver os van goghs :P )

Algumas horas depois (cerca de 2 horas e qqer coisa) saímos do museu d'orsay e atravesámos a zona pitoresca de saint germain du prés - com a sua igreja antiquissima e uma excursão de patinadores a passar por nós - percorrendo alguns quilómetros à procura... de um mcdonalds!! No final lá o encontrámos (com WC apenas acessivel por um código que vinha no talão -> LOL?), decidi comprar a minha primeira mcsalada (fabulosos cherrys e o molho nojento que sempre deitava fora) e fomos almoçar num jardim em frente ao mac. E foi aqui, aqui mesmo, que conhecemos pela primeira vez um companheiro para a viagem: o Mister Bee!! Uma abelha muito chata que iría aparecer em muitos dos nossos almoços/jantares, e que eu tentava forçosamente matar/enxotar e (neste caso) nunca mais se ia embora da minha salada.

Acabado o almoço, vi no folheto que um museu que estava nesse parque (o museu de moyen-age - idade media) e como tinhamos tempo, fomos visitá-lo. Muito giro, mais do que estava a espera :D

Daí fomos direitos para igreja de saint etienne du mont e para o panteão. Eu fui ver o panteão (tive sorte pk tava mm quase na hora de fechar), e gostei muito :D O interior é genial, lá em cima a cúpula da uma bela vista, e acima de tudo os subterraneos ENOOORMES cheios de tumulos geniais de gente famosa é muito fixe! Aconselho vivamente.



O panteão


Do panteão fomos mais para Sul até chegarmos à enorme torre de montparnasse. Pelo meio há que assinalar um facto raro durante quase tda a viagem: choveu! choveu um bocadinho, e enquanto chovia, nesses 10 minutos, eu comia uns donuts, a rita escrevia e o cruz lia o seu jornal e via as imagens xD.


A enooooooooorme torre de montparnasse


Chegámos à torre, tiramos umas fotozinhas e tal, (aqui os meus pés fritavam completamente pela mesma dor do dia anterior), e voltamos a subir até aos jardins de luxemburgo, uns jardins muito bonitos que culminavam num palácio (palacio de luxemburgo).


Jardins e Palacio de Luxembourg

Já era tarde, e portanto demos uma voltinha nos jardins, passamos por umas fontes, e voltámos até ao metro, que apanhámos para ir jantar. Jantar onde? Ao mcdonalds!!! A minha terceira refeição seguida no mcdonalds :D Fantastico. E nao seria a ultima xD E em que sitio mais espectacular do que a praça mesmo em frente ao hotel de ville, com a notre dame iluminada à noite mesmo à nossa frente? Fantastico :D


Hotel (HOTEL!!!) de ville by night


(de notar que foi numa destas idas ao mcdonalds k o cruz se apaixonou pelo Fruit & Yogurt)

Outra coisa a assinalar foi a viagem até a praça do hotel de ville. Isto porque nós apanhamos o metro, mais exactamente a fatidica linha 4. Uma linha cheia de pessoas com mau aspecto, com metro lotado, e que metia medo. Apanhámos esta linha pk fomos ao centro comercial les halles ver se havia algum supermercado, e de facto pudemos constatar que além de não haver supermercado, o centro comercial estava infestado com gente com mau aspecto. Saímos dalí de volta pela linha 4 com destino à praça do hotel de ville, mas fomos interrompidos no meio por uma paragem brusca do metro, um grito, e uma explicação em frances por uma senhora que estava ao pe de nos: tinha havido tiros. Realmente, a linha 4 do metro é para extinguir. Destruam aquela porcaría pk devia ir tudo abaixo.

Acabado o jantar, hora de voltar para o camping! Regresso a casa por metro até port maillot onde apanhámos o autocarro até ao camping e disfrutámos de mais uma noite confortável :P

Veredicto:
2º Passeio por paris -> 17.5 KM

Ah, uma coisa. Este foi, senão me engano, um dos passeios onde nós andámos mais! Aliás, eu acho até que foi o passeio onde o cruz andou mais. Digo o cruz, pk eu e a rita fizemos em budapest aquele que eu acho ser o maior passeio de todos (a volta de 20 e tal km), e o cruz n foi conosco nesse dia.

2 comentários:

João disse...

Estes meninos que vão para um interrail sem preparação... dores nos pés é para os putos pa xD

A minha cara de satisfação depois de acordar de madrugada para sair no fresquinho da manha para caminhar aqueles km todos.. n admira que tenha adormecido no comboio LOL

Tss tss não percebes nada de quadros.. Claro que leva tempo a ver um quadro! Eles comunicam com as pessoas, e a rita tava a estabelecer 1 comunicação com cada um deles! Ela é socializavel! xD

A abelha assassina. Ela incomodava, mas pronto não era o fim do mundo. O problema é que elas reagem quando se sentem ameaçadas.. e o gonçalo adorava enchota-las.. LOL

Eu acho q acabei por ler apenas as gordas e a secção desportiva (O Le Monde foi o 1 jornal generalista que li que tem apenas 1 pequena coluna como Secção Desportiva. Em todo o jornal... fraquinhos LOL).
De resto só vi as imagens (1 imagem vale mil palavras) xD

Senti-me tentado a subir ao Montparnasse, pq eu sabia que algures em Paris, havia uma super mega vista para a cidade com os seus telhados e com a torre Eiffel em destaque, mas aqueles 9 ou 10 euros q se tinha q pagar.. custaram. Felizmente A Notre Damme tinha a vista que eu queria xD

Foi aí no Hotel de Ville, que eu comio meu primeiro Fruit & Yogourt! E só tenho a dizer que é a melhor sobremesa do mundo! Foi como receber as prendas do Natal! xD

Eu vou estampar numa t-shirt o seguinte: "Eu tive na linha 4 do metro de Paris". Quero ser respeitado em todo o lado. Aquela linha é um perigo LOL

espanyol disse...

"Estes meninos que vão para um interrail sem preparação... dores nos pés é para os putos pa xD"

ou entao quem vai para um interrail de autocarro,pk foi a partir daí que me doeram os pés xD

A unica preparação que é preciso é dar umas caminhadazitas de alfragide até a alameda pra desenferruchar as pernas pk como temos sempre os momentos "no comboio", dá sempre pra descançar.
(ok, admito que em budapest puxou um bocado, mas tb abusei um bocado tb, fui enganado pela escala do mapa que levava LOL )